Global Atlantic Partners - Página inicial.


Rua Itapeva, 366 – Conjunto 53
CEP 01332-000 – Bela Vista São Paulo – SP – Brasil

Tel.: 11 3266-5033

Home Equipe GAP Expertise Clientes Contato Eventos English English

Expertise


Consultoria em Governança Corporativa

Um quadro de governança corporativa bem definido e executado proporciona uma estrutura que beneficia todos os envolvidos, garantindo que a empresa atenda tanto as normas éticas aceitas e as melhores práticas, bem como as leis formais.

Nos últimos anos, a governança corporativa tem recebido atenção redobrada devido aos grandes escândalos envolvendo abuso de poder corporativo e, em alguns casos, a suposta atividade criminosa por funcionários da empresa. Um componente fundamental de um regime efetivo de governança corporativa inclui cláusulas sobre processo civil ou criminal para indivíduos que pratiquem atos ilegais ou antiéticos em nome da empresa.

Alguns dos elementos-chave de bons princípios de governança corporativa incluem qualidades tais como honestidade, confiança e integridade, transparência, orientação de desempenho, responsabilidade, respeito mútuo, e um compromisso primordial com a organização.

De extrema importância também é a maneira com que os diretores e a gerência desenvolvem um modelo de gestão que se alie aos valores dos participantes da empresa. Este modelo deve então ser periodicamente avaliado com relação à sua eficácia. Em particular, os altos executivos devem apresentar uma conduta honesta e ética, principalmente em caso de conflito real ou aparente de interesse e divulgação de relatórios financeiros.

Os princípios de governança corporativa frequentemente aceitos incluem:

  • Direitos e tratamento justo dos acionistas: As organizações devem respeitar os direitos dos acionistas e auxiliá-los no exercício desses direitos. As empresas podem ajudar os acionistas a exercerem seus direitos através da comunicação eficaz de informações relevantes de forma compreensível e também através do incentivo de sua participação nas assembleias gerais.
  • Interesses de outros stakeholders: As organizações devem reconhecer que elas também têm obrigações (legais e outras) para com todos os stakeholders.
  • Papel e responsabilidades do conselho: O conselho precisa possuir uma gama de habilidades e profundidade de entendimento em diversos assuntos para poder lidar eficazmente com questões variadas de negócios, além de revisar e desafiar adequadamente o desempenho da gestão. Sua composição precisa ser de tamanho suficiente e apresentar o nível adequado de comprometimento para cumprir suas responsabilidades e deveres. Uma questão importante é a combinação adequada de executivos e não executivos.
  • Integridade e comportamento ético: A tomada de decisão ética e responsável não é apenas crucial para as relações públicas e para se evitar ações judiciais, mas é também um elemento fundamental da gestão de risco. As organizações devem desenvolver um código de conduta para seus diretores e executivos que favoreça decisões éticas e responsáveis. É importante que um padrão formal de conduta seja posto em prática, uma vez que a simples confiança da empresa nas supostas integridade e ética de seus funcionários pode levá-la ao fracasso.
  • Divulgação e transparência: As organizações devem esclarecer e divulgar publicamente as funções e responsabilidades do conselho de administração e da gestão, a fim de proporcionar aos acionistas uma base para a imputação de responsabilidades. As empresas também devem implementar procedimentos para examinar de forma independente e garantir a integridade de seus relatórios financeiros. A divulgação de questões materiais relativas à organização deve ser oportuna e equilibrada para assegurar que todos os investidores tenham acesso à informação clara e factual.

A diretoria e o conselho de administração sofrem grande pressão no ambiente de hoje para que firmem uma boa estrutura de governança. A G.A.P. possui experiência comprovada no auxílio de empresas no desenvolvimento e na avaliação das estruturas de governança e processos, juntamente com a aplicação das melhores práticas de princípios de governança. Nossa experiência nos permite sintetizar de forma eficiente os processos de gestão e governança a fim de orientar diretores e funcionários na abordagem dos problemas específicos de suas empresas.

 

Veja também:

» Gestão de Risco Corporativo & Auditoria Interna
» Consultoria de Prevenção à Lavagem de Dinheiro
» Consultoria de Relações com Investidores
» Experiência em Treinamento Especializado

 

 

Oferecemos consultoria de implementação, avaliação e serviços de benchmarking.
Mais especificamente, podemos ajudá-lo a:

  • Treinar membros da diretoria e da alta gerência em governança corporativa e em outros temas relevantes.
    Avaliar as práticas de governança corporativa existentes, incluindo a identificação de lacunas entre as práticas atuais da organização e orientações sobre melhores métodos.
  • Comparar as práticas de governança da empresa com os diferentes níveis de exigência de governança da Bovespa (Nível 1, Nível 2 e Novo Mercado).
  • Avaliar as funções da gestão e do conselho, bem como a relação entre as duas entidades.
  • Orientar o conselho em sua responsabilidade de alcançar a conformidade legal e regulamentar, incluindo o desenvolvimento de códigos de conduta empresariais.
  • Avaliar os processos corporativos e a supervisão do conselho sobre os sistemas de gestão de riscos, incluindo os controles internos.
  • Estruturar e compor os diversos comitês do conselho.
  • Avaliar comitês existentes pare averiguar que estes estejam cumprindo efetivamente suas funções primárias.

 

 


 
Global Atlantic Partners do Brasil
Desenvolvimento: LETTI